Conjuntivite pode ser o único sintoma de Covid-19 em alguns pacientes
X
   Entrar Cadastre-se
Esqueceu a senha?
Entrar
Conjuntivite pode ser o único sintoma de Covid-19 em alguns pacientes
28 Maio 2020  | Seção: Notícias  |  Categoria: Oftalmologia geral
A - A +
Enviar por E-mailX

Você pode enviar este conteúdo para até três amigo(a)s ao mesmo tempo.

+ 1 Amigo(a)

+ 1 Amigo(a)

Enviar Conteúdo
De acordo com publicação da Universidade de Utah, o coronavírus pode causar conjuntivite em casos raros e não parece ser o único sintoma de Covid-19, sendo acompanhada de febre, tosse e falta de ar. Mas cinco pacientes da Itália parecem contrariar essa in
Data:
Cidade:
Os casos foram reportados na publicação IDCases, indicando que conjuntivite aguda sem remissão pode ser o único sintoma de Covid-19 em alguns pacientes. O coautor do relato Edoardo Trovato Battagliola falou que a conjuntivite em si não é comum entre as pessoas infectadas pelo novo coronavírus. Mas quando ocorre, geralmente, é acompanhada de outros sintomas como febre, mal estar generalizado e tosse.

A peculiaridade desses pacientes é que a conjuntivite permaneceu como único sintoma. Os cinco infectados apresentaram conjuntivite aguda e sintomas como hiperemia conjuntival, epífora, secreção e fotofobia reportados após vários dias sem melhora dos sintomas.

Os médicos confirmaram o diagnóstico de conjuntivite aguda e aconselharam o tratamento dos sintomas. Como o tratamento ocorreu durante a pandemia e os pacientes haviam viajado à Lombardia, mesmo sem eles terem febre, sintomas respiratórios ou outros sintomas de Covid-19, foram solicitados testes para a doença e os cinco tiveram resultado positivo.

Os pacientes foram orientados a fazer quarentena até que os sintomas passassem e eles foram acompanhados por telefone. Durante o período de recuperação continuaram sem relatar outros sintomas da Covid-19.

Embora seja bom para os pacientes reagir de forma positiva a infecção, sem sintomas graves, Battagliola considera que eles representam uma ameaça maior para outras pessoas. Isso porque os infectados ficam menos conscientes da sua condição, mas continuarem passando o vírus para outras pessoas.

Atenção aos olhos
Os autores do estudo concluíram que pode não ser aconselhável testar todos os pacientes com sintomas similares, até que sejam feitas mais pesquisas para estabelecer com maior clareza a relação entre conjuntivite e Covid-19. Os resultados ressaltam a necessidade de mais pesquisas e a importância da proteção dos olhos para profissionais da área da saúde, alertam os autores. Mesmo quando atendem pacientes sem os sintomas típicos da doença. Porque as conjuntivas são suscetíveis a vírus respiratórios e permanecem um importante ponto de entrada.

Não se sabe a porcentagem de pacientes que apresentarão conjuntivite como um dos primeiros ou como único sintoma de Covid-19. Mas essa publicação revela que a conjuntivite pode aparecer dias antes dos sintomas típicos da doença.

No esforço para combater a disseminação do SARS-CoV-2, os autores querem enfatizar a possibilidade de ocorrerem apresentações clínicas atípicas da Covid-19 e que, portanto, deve ser mantido um alto nível de suspeita. http://www.medscape.com/viewarticle/930600
Fonte:
Hypescience
Autor
Liliane Jochelavicius
Comentários X

As opiniões expressas nos comentários são de única e exclusiva responsabilidade de seus autores e não expressam a opinião deste site. Comentários ofensivos ou que violem a legislação vigente serão suprimidos.


* seu e-mail não será publicado.
Enviar Comentário
Analytics